Grupo faz ‘beijaço’ em bar do interior de SP que teria expulsado casal gay

Grupo faz 'beijaço' em bar de Ribeirão Preto (SP) que teria expulsado casal gay

Grupo faz 'beijaço' em bar de Ribeirão Preto (SP) que teria expulsado casal gay.
Natália Feitosa/Divulgação

Um grupo de manifestantes participou de um ato contra a homofobia na noite deste sábado (31) no Milwaukee American Bar, em Ribeirão Preto (313 km de São Paulo). A ação terminou com um “beijaço” entre cinco casais dentro do bar em protesto à suposta expulsão de um casal de mulheres do local, no fim de semana anterior.

O ato reuniu 80 pessoas, segundo a organização. Por volta das 18h, munidos de cartazes, os manifestantes se concentraram em uma rotatória a 500 metros do estabelecimento e depois seguiram em passeata até o bar. A Polícia Militar acompanhou o trajeto e auxiliou no bloqueio do trânsito.

A manifestação, organizada pela Frente Feminista de Ribeirão Preto nas redes sociais, apresentava inicialmente mil confirmações de presença. “Mas nem todo mundo que confirma, vai”, disse a estudante de psicologia Natália Feitosa, 24, que administrou o evento na internet.

Segundo Natália, como houve demora na liberação do acesso ao grupo, já que o bar exige cadastro e entrega de comanda para a entrada, parte dos manifestantes foi embora.

Ao fim, apenas dez pessoas conseguiram entrar no bar, deram um beijo-manifesto e foram embora.

Segundo a organizadora, durante o ato, o advogado do Milwaukee, Fábio Esteves Carvalho, conversava com o advogado Alexandre Bonilha, que atende as vítimas do suposto caso de homofobia e que não participaram do protesto.

A Folha não localizou Carvalho neste domingo (1º). Ninguém no bar atendeu as ligações da reportagem no final desta tarde.

Na sexta (3), véspera do ato, em sua página na internet, o Milwaukee postou um comunicado intitulado “Somos a favor de todo beijo”, com referência ao episódio.

O CASO

A suposta expulsão do casal de mulheres ocorreu no último domingo (25). Segundo as duas, que são universitárias de 22 e 23 anos e não quiseram se identificar, após um beijo em público, em frente ao palco do estabelecimento, elas foram abordadas por um segurança e posteriormente expulsas pelo gerente da casa.

O casal registrou boletim de ocorrência e pretende acionar o bar por discriminação. O caso tomou grande repercussão nas redes sociais. Internautas classificaram a atitude do estabelecimento como homofóbica.

Em nota dois dias depois do incidente, o bar negou a expulsão baseada em critérios de orientação sexual e alegou que as garotas faziam parte de um grupo com “conduta inapropriada” e que tumultuava o ambiente.

via Grupo faz ‘beijaço’ em bar do interior de SP que teria expulsado casal gay – 01/02/2015 – Cotidiano – Folha de S.Paulo.

Anúncios