Em 1799, os vereadores atestavam uma petição do dizimeiro (cobrador de dízimos)

Tenente coronel Manoel Gonçalves Guimarães, sobre os usos e costumes que existiam de os criadores disponibilizarem seus currais para a tirada dos gados do dízimo. Nesta época, era atribuição da Câmara de Vereadores, subordinada à Coroa Portuguesa, até mesmo assuntos relacionados à igreja, como a coleta do dízimo.


Os dados contidos nesta coletânea foram extraídos das atas manuscritas
existentes na Câmara; dos Boletins do Archivo Municipal de Curitiba
(B.A.M.C.), de Francisco Negrão; do livro Curitiba 1900, de Valério 
Hoerner Junior e do livro 300 Anos - Câmara Municipal de Curitiba 
1693-1993. As leis coletadas a partir de 1948 foram pesquisadas no 
sistema SPL do site da Câmara.

via •• CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBA ••.

Anúncios