Penhoras, leilões, vendas e até impasse sobre propriedade marcam a estrutura do Tricolor

Vila Capanema – Ainda pode perder

O estádio foi construído em 1947, no terreno da extinta Rede Ferroviária Federal (RFFSA), pelo Clube Atlético Ferroviário, e usado na Copa de 1950. Mas desde 1972, quando o Ferroviário se fundiu ao Britânia e ao Palestra Itália para formar o Colorado e um grupo de engenheiros da RFFSA reivindicou a devolução, a Vila Capanema nunca mais saiu da pauta jurídica do clube.

Em 2013, a Justiça decretou que o estádio é patrimônio do governo federal, que herdou o espólio da RFFSA, e deu um prazo para o clube deixar o terreno. O clube recorreu da decisão. Continuar lendo

Saiba a situação de todos os imóveis que formam o Paraná Clube

Anúncios

Paraná perde a Vila Olímpica do Boqueirão em leilão pela metade do preço ” Paraná vai recorrer na Justiça para não perder a Vila Olímpica”.


A Vila Olímpica do Boqueirão não é mais do Paraná. O terreno do estádio, de 66 mil metros quadrados, foi leiloado na manhã desta quinta-feira (11) por R$ 11,65 milhões, quase metade do valor do primeiro lance, R$ 23,2 milhões. O imóvel foi a leilão para pagar uma dívida total de R$ 1,6 milhão com nove ex-funcionários, entre eles, o ex-treinador Ricardo Pinto, que comandou o Paraná em 2011, e que tem o maior valor a receber: R$ 450 mil.

Saiba a situação atual dos imóveis que formam o patrimônio do Paraná

Continuar lendo