Agente nem sequer teria reagido ao assalto; suspeita é de que ele foi baleado apenas por estar fardado

Um guarda municipal morreu na tarde desta sexta-feira (10) depois de ter sido baleado por assaltantes que roubaram uma distribuidora de doces, no Centro de Curitiba. O agente – identificado como Roni Fernandes de Freitas, de 50 anos – foi atingido por pelo menos três tiros. Ele chegou a ser encaminhado ao Hospital Cajuru, mas não resistiu aos ferimentos. Fernandes de Freitas havia ingressado na Guarda Municipal em 2009.

Segundo informações da Polícia Civil, os bandidos – entre dois e quatro homens – assaltaram a loja de doces, localizada à Rua André de Barros, por volta das 13 horas. Pouco depois do roubo, os ladrões fugiam e, ao se deparar com o guarda municipal, abriram fogo contra ele. Um dos disparos atingiu o rosto do agente e outro teria acertado a coluna cervical, provocando uma parada cardiorrespiratória. Ele foi atendido inicialmente por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital Cajuru.

Segundo o delegado Rubens Recalcatti, o guarda municipal estava em horário de almoço e sequer sabia do assalto ou tentou abordar os bandidos. Ele teria sido atingido apenas por estar fardado. O agente ainda teria reagido e chegado a atirar contra os assaltantes, mas não se sabe se algum deles chegou a ser atingido. “É um caso que chamou a atenção pela violência e pela covardia”, resumiu Recalcatti.

O delegado acrescentou que equipes policiais estão fazendo um levantamento, em busca de câmeras de segurança do comercio da rua que possam ter flagrado a ação dos bandidos e que auxiliem na identificação deles. A Polícia Militar (PM) faz buscas pelos autores do crime, inclusive com auxílio de um helicóptero da corporação.

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) e o diretor da Guarda Municipal, Cláudio Frederico de Carvalho, emitiram nota em que lamentaram a morte do agente e manifestaram estado de luto.

Rômulo Cornelsen/Arquivo Pessoal

20150710093301

Trânsito

O atendimento ao guarda municipal baleado e o posterior trabalho de investigação provocou o bloqueio da Rua André de Barros, na altura do cruzamento com a Lourenço Pinto. Por conta disso, houve congestionamento em boa parte da região central, segundo a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran). O tráfego só voltou ao normal no fim da tarde, depois da desobstrução da via.

Guarda_Baleado (1)-kCkE-U101352105167i2D-1024x683@GP-Web

Atendimento ao guarda atraiu curiosos

via Guarda municipal morre após ser baleado por assaltantes no Centro de Curitiba | Vida e Cidadania | Gazeta do Povo.

Guarda municipal morre após ser baleado por assaltantes no Centro de Curitiba

Anúncios